1ª Editora Parceira: Suma de Letras e seus Lançamentos

1ª Editora Parceira: Suma de Letras e seus Lançamentos

Oii, é com muita alegria que venho comunicar a nossa primiera editora paceira, a Suma de Letras \O/

A Suma de Letras esta com dois lançamentos no momento. Segue algumas informações dos livros.

 

Destino - Ally Condie

Sinopse:

 

No futuro, a Sociedade escolhe: onde você mora. O que você come. Onde você trabalha. Como você se diverte. Com quem você se casa. Quando você morre.

Cassia tem absoluta confiança nas escolhas da Sociedade. Ter o destino definido pelo sistema é um preço pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável, um emprego seguro e a certeza da escolha do companheiro perfeito para se formar uma família.

Ela acaba de completar 17 anos e seu grande dia chegou: o Banquete do Par, o jantar oficial no qual será anunciado o nome de seu companheiro. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander—bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos—, tudo parece bom demais para ser verdade.

Quando a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo, o mundo de certezas absolutas que ela conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés.

Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão. Entre a ordem estabelecida e a promessa de um novo mundo.

 

Book trailer oficial de Destino

http://www.youtube.com/watch?v=Th3Jh8sO7fU

 

 

 

Uma Estranha Simetria - Audrey Niffeneger

Sinopse:

 

Depois de uma elogiada estréia literária, Audrey Niffenegger escreve em seu segundo romance sobre a relação entre irmãos gêmeos. A história de Uma estranha simetria, gira em torno da morte de Elspeth Noblin, que transforma-se em um fantasma. “Elspeth se torna um fantasma porque, ao morrer, ela se recusa a ir embora. É essencialmente a sua própria vontade que a mantém aqui. O que eu deixo um pouco no ar é o quão sincera ela está sendo. Ao longo do livro é a sua extrema força de vontade que faz tudo acontecer”, explica a autora.

     Quando Edie, a irmã gêmea de Elspeth, recebe a notícia de sua morte, vem junto uma surpresa: ela deixou para as sobrinhas o seu apartamento com vista para o imponente cemitério Highgate, em Londres – com a condição de que as duas vivam lá por um ano. Quanto a Edie e seu marido, Jack, o testamento estipula que não podem acompanhar as meninas na mudança nem entrar no apartamento.

     “Querida e, Eu te disse que avisaria... então lá vai... adeus. Tento imaginar como seria se fosse com você... mas é impossível imaginar um mundo sem você, mesmo depois de termos passado tanto tempo separadas. Não deixei nada para você. Você recebeu a minha vida. É o bastante. Em vez disso, estou fazendo uma experiência... deixei tudo para as gêmeas. Espero que elas apreciem. Não se preocupe, tudo vai ficar bem. Diga adeus ao Jack por mim. Com amor, apesar de tudo,e”.

     As gêmeas Julia e Valentina, de 20 anos, têm uma forte conexão, como se espera de irmãs condicionadas à presença uma da outra desde o útero. Situação muito diferente da que vivia sua mãe e sua tia, Elspeth: não se viam há 21 anos, e viviam a um oceano de distância. As meninas nunca tinham estado em Londres. Nunca haviam saído dos Estados Unidos. Londres era a terra de sua mãe, mas Edie e Jack raramente falavam sobre o assunto. Agora, Edie era americana – tinha se tornado nativa, ou quase isso. A família Poole morava em um subúrbio de Chicago que fingiu, em seus primórdios, ser uma aldeia inglesa.

    Mas a descoberta de que estava prestes a morrer, faz com que Elspeth quisesse se aproximar de suas sobrinhas. As razões da tia, desvendadas pouco a pouco, são inusitadas e inesperadas. Em uma carta endereçada as gêmeas, ela revela: “Eu esperava conhecê-las algum dia, mas isso não vai acontecer. Talvez vocês estejam se perguntando por que estou deixando todos os meus badulaques para vocês e não para a sua mãe. A melhor explicação que posso dar é que me sinto bastante esperançosa em relação às duas. Fico curiosa em saber que proveito poderão tirar da situação. (...) Talvez vocês considerem minhas condições um pouco duras. (...) Não estou tentando semear discórdia na sua família. Estou tentando proteger minha própria história. Uma coisa ruim sobre estar à beira da morte é que comecei a sentir que minha vida está sendo apagada. Outra coisa ruim é que não vou conseguir descobrir o que vai acontecer depois”. É assim que Julia e Valentina, segunda geração de gêmeas da família Poole, partem rumo a uma experiência transformadora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário