Resenha: O Ladrão de Raios

Estava procurando um livro para ler, até que eu vi em uma revista O Ladrão de Raios.    Pesquisei na internet e vi que ele tinha acabado de ser lançado, gostei da sinopse e comprei. O livro chegou na sexta, mas peguei apenas no dia seguinte á noite para ler, e quando menos percebi já estava na página 120. O livro te prende de uma forma... a narrativa do Percy é muito boa (o livro é em primeira pessoa), o livro é cheio de batalhas e tem um enredo muito bom, bem elaborado e criativo.

   O livro me chamou a atenção por causa das idas e vindas entre a realidade e a ficção, e o heroísmo moderno.

   O livro começa com o Percy indo em uma excursão escolar para um museu. Lá sua professora se torna um monstro mitológico e o ataca, trazendo á tona a sua realidade de semi-deus. Ele vai para um acampamento onde todos são iguais a ele (semi-deuses) e descobre que os deuses da mitologia grega são de verdade e vivem em Nova York, e que o Raio Mestre de Zeus foi roubado e ele é o maior suspeito. Não tendo nada a ver com o roubo, ele parte em busca do raio, juntamente com seus dois melhores amigos, Annabeth e Grover.

   Bom, é isso. Não vou contar mais se não estraga a emoção do livro!

   Recomendo!

Leia Mais